& 
!i 
\/\ 
Vv 
\v 
CS3 
ss 
Segundo haviamos previsto, esta secção encontrou o mais carinhoso acolhimento dos 
nossos leitores. 
Tendo publicado no nosso primeiro numero os capítulos referentes á organisação do 
programma, á sala, á caracterisação dos homens, á escolha das peças, á distribuição 
dos papeis, como se estuda o papel, aos ensaios, ao entreacto, á memoria e á vóz, agora 
offerecemos novos elementos de estudos e observações para as pessoas que se deem ao 
theatro, seja por dilettantismo, seja como profissão. E, mesmo, attendendo-se ás necessidades 
de attitudes que a vida moderna nos impõe a todos, nos salões, á meza, no trato quo 
tidiano, podemos dizer, sem exaggeros, que esta secção está fadada a merecer toda a 
attenção unanime dos nossos leitores. 
XI 
A Articulação 
Em geral articula-se mal, raras são 
as pessoas que se esforçam por arti 
cular bem. Para um actor é um ponto 
capital a boa pronuncia das palavras. 
Nunca se fallará claramente e corre 
ctamente se não se articular bem, se 
não se pronunciar distinctamente. 
Nos theatros póde-se notar que os 
applausos são sempre para os artistas 
que têm pronuncia impeccavel. 
O actor que não articula, cança o 
publico que não procura mais ouvil-o e 
não o applaudirá. 
Supponhamos dous artistas : o pri 
meiro possuindo uma voz admiravel, 
mas articulando mal ; o segundo com 
a peior voz do mundo, mas articulando 
maravilhosamente : serão para o ultimo 
os applausos. 
Vamos agora indicar os meios a em 
pregar para se obter uma boa arti 
culação. E 1 de fácil execução. 
Faça-se todos os dias, durante um 
quarto de hora, ao menos, o exercicio 
seguinte: 
A, e, i, o, u. 
Ba, be, bi, bo, .bu. 
Ça, ce, ci, ço, çu. 
Da, de, di, do, du. 
Fa, fe, fi, fo, fu, etc. 
Até o final: 
Za, ze, zi, zo, zu. 
Deve-se fazer, este exercicio lenta 
mente e articulando fortemente. 
Sendo todas as palavras da lingua 
formadas com estas syllabas, não ha 
verá uma única palavra que não se fi 
que ap.to a pronunciar claramente. 
Assim como para remediar á fra 
queza dos músculos se fazem exercícios 
de gymnastica, também é preciso fazer 
uma gymnastica especial para os mus- 
culos da bocea quando se quer obter 
uma boa articulação. 
Repetir « Ba, be, bi, bo, bu ».. .. 
Bem sabemos, que não é cousa tão 
divertida como valsar com um bom 
par ; mas na vida nada se obtem sem 
algum trabalho. 
O grande e saudoso Coquelin con 
tava que todas as manhãs, á hora da 
sua toilette, fazia regularmente estes 
exercícios para «conservar a sua arti 
culação». 
Depois de fazer conscienciosamente 
o exercicio indicado — deve recitar uns 
doze versos trágicos. Servirão para des 
envolver a sua articulação. Diga-os pri 
meiro em voz baixa, articulando forte 
mente, e depois em voz alta, sempre 
articulando. 
Para vencer a preguiça dos labios, a 
mollesa da bocea, póde . servir o meio 
que empregava Demosthenes, com a 
differença que em vez de seixos, são 
bolinhas de borracha que se introdu 
zirão na bocea, entre os dentes e as 
bochechas, depois de ter tido o cuidado 
de aquecel-as previamente na mão. 
São chamadas bolas de declamação, 
que produzindo uma especie de tracção 
sobre os labios, obrigam-nos a um es 
forço quando se quer fallar, recitar, e 
assim exercitam e desenvolvem cada 
dia mais os músculos da bocea. 
Com essas bolinhas na bocea não
        
© 2007 - | IAI SPK

Note to user

Dear user,

In response to current developments in the web technology used by the Goobi viewer, the software no longer supports your browser.

Please use one of the following browsers to display this page correctly.

Thank you.