Full text: 1.1922=Nr. 4 (1922000104)

- 9 - 
PELO MUNDO... 
il= 
JESUITINAS = 
Foram assim designadas, por este depois desusa 
do nome, as religiosas pertencentes a urna eongrega- 
Çâo instituida, em 1608, em Bordeus, por Joanna de 
Lestonac, e que tinha por fim ministrar a donzelas 
uma ins- 
trucçâO , .... , 
religiosa 
e solida. 
Asua re 
gra era, 
mutatis 
mutan- 
dis, a dos 
Jesuítas, 
e d'ahio 
n o m e 
que, pri 
mi ti va- 
mente, 
receb e- 
ram. De- 
Poi s o 
seu ine- 
t i t u t o 
Passou a 
*er a de 
signação 
de Con- 
g rega- 
ção de 
Nossa 
Senho 
ra. 
A fun 
dadora 
era so 
brinha 
do gran 
de escri- 
Ptor mo 
ralista 
Miguel 
Montai - 
gne, por 
Parte de 
sua mãe, 
? cujo 
ln f 1 u xo 
Ponde 
resistir, 
quando 
elia a _ 
braçou a 
religião 
reforma 
da. Va- 
ieu-lhe, 
Para is 
so, o fa 
cto de 
um i r . 
rnão seu 
haver 
entrado, 
recente - 
mente, 
na Com- 
P anhia 
¿cjesus. 
tinha, 
então, 
dezesete 
annos, — ■■■■ ■ ■■ — 
gPenns; e já decidira consagrar-se á vida religiosa, 
H ando seu pae a advertiu de que havia promettido 
sua mão ao filho do marquez de Montferrant, 
governador de Bordeus. 
Joanna resignou-se a obedecer á vontade paterna, 
■ 
Wjtft 
k. 
A LINGUAGEM 
casou com o noivo indicado, teve filhas e filhos, e 
foi, durante vinte e quatro annos, exemplaríssima 
esposa e mãe. Tendo enviuvado, sentiu renascer em 
si a primeira vocação, e seguiu-a. 
Por sua morte, succedida em 1640, na provecta 
edade de oitenta e quatro annos, as Jesuitinas con 
tavam já vinte e nove casas nas provincias 
meridionaes da França. A sua ordem foi refor 
mada por Paulo V, sendo, então, aggregadas 
á ordem 
de S. 
Bento. 
E' lou 
cura di 
zer que 
o amor 
é cégo. 
Todo o 
enamo 
rado, de 
qualquer 
dos se 
xos, é 
promp- 
tissimo 
1 em vêr 
se o ob- 
jecto do 
seu amor 
sorri a 
outro ou 
a outra. 
A cou 
sa mais 
di fficil 
em a- 
mor é si- 
mulá-lo 
onde elle 
não exis 
te, ou 
occultá- 
lo onde 
está; mas 
é muito 
mais fá 
cil fingi- 
lo do que 
occultá- 
Os ho 
mens são 
m u i t o 
i mais re 
servados 
para os 
segredos 
dos seus 
amigos 
do que 
■ para os 
seus pró 
prios; as 
m u lh e- 
res, pelo 
contra 
rio guar 
dam os 
seus se- 
; gredos 
^ muito 
melhor 
doqueos 
alheios. 
ittãSii. m 
DO SORRISO 
POR SUZ. MEUNIER 
Geralmente, os homens que usam os melhores 
fatos são aquelles que peor pareceriam sem elles. 
Proverbio chinez.— Se viveres sempre com còxos, 
aprendes por força a coxear.
	        
© 2007 - | IAI SPK
Waiting...

Note to user

Dear user,

In response to current developments in the web technology used by the Goobi viewer, the software no longer supports your browser.

Please use one of the following browsers to display this page correctly.

Thank you.