Full text: 3.1924=Nr. 4 (1924000304)

- 36 - 
PELO MUNDO... 
enamorou de uma senhora norte-americana pelo 
simples facto do pae delia haver morto um 
adversario em duello, e que mais tarde, recem- 
casado com a princeza Cecilia de Meklem- 
burgo, a arrastou uma noite, pelos cabellos, 
nos aposentos do seu palacio... 
Sobre essas anedoctas reaes ou fantásticas, 
e ainda sobre as trágicas memorias da guer 
ra, appareceram ha pouco, cobrindo o passado 
e fazendo-o esquecer, as pittorescas occor- 
rencias de Wieringenn, isto é, o Kronprinz 
trabalhando, como aprendiz, na forja do seu 
amigo o ferrador, o Kronprinz cortejando as 
vendedeiras de peixe, o Kronprinz bebendo 
UIWI NEMROD DE SAIAS 
Miss Mónita Dicks, de Atlanta, Georgia, que acredita 
ser a caça um sport tanto para mulheres como para 
homens, na sua indumentaria de caçadora, em compa 
nhia de um dos seus cachorros favoritos, numa flo 
resta da Georgia. 
cerveja na taberna. E, depois, os innume- 
raveis incidentes a que deu logar, nestes 
annos passados, a extraordinaria semelhança 
do principe com o capitão inglez Charington. 
Este capitão, homem de fortuna, viaja muito. 
Em França, Inglaterra, Suissa e na propria 
Allemanha, cem vezes outras tantas pessoas 
juraram haver-se encontrado em um trem, ha 
ver comido em um restaurante, ou haver as 
sistido a um espectáculo, ao lado do Kron 
prinz Guilherme... Em seguida corria o boato 
de que o desterrado de Wieringen andava 
solto e errante pelo mundo. Os governos 
faziam combinações e accordos secretos, as 
policias eram postas álerta e quando ao fim 
de dias e de semanas deste trabalho todo 
não se dava com o fugitivo, se enviavam 
observadores discretos a Wieringen e averi 
guava-se com espanto que o principe im 
perial não havia saido da ilha... 
... Ainda ha em Paris e nos centros of- 
ficiaes quem assegure que o Kronprinz via 
jara com effeito, e que entretanto desempe 
nhando o seu papel, ficava em Wieringen o 
capitão Charington, que antes da guerra ha 
via sido apresentado ao principe em Berlim, 
se havia photographado com elle, tendo feito 
troca de uniformes para embrulharem aquelles 
que pretendiam distinguir um do outro, e 
que depois do armisticio voltou a reinar entre 
ambos a antiga cordealidade de perfeitos 
amigos. 
* * * 
Têm ido á Silesia varios jornalistas e pho- 
tographos com o exclusivo objecto de vi 
sitar o principe imperial no seu castello de 
Oels e obter do famoso repatriado instan 
tâneos e confidencias mais ou menos sen- 
sacionaes... 
O Kronprinz recebeu todos os reporters jun 
tos, deixou-se photographar em companhia da 
Kronprinzessin Cecilia e por ultimo declarou 
terminantemente: 
— Quanto se diz ácerca de minhas sup- 
postas intenções de pretender o throno da 
Allemanha, são ridiculas invencionices. Regres 
sei ao meu paiz para viver nelle, com minha 
mulher e meus filhos. Só desejo que me dei 
xem em paz e, sobretudo, senhores, que 
esta seja a ultima vez que tenha de tratar 
com jornalistas. Avisem, os senhores, seus com 
panheiros, afim de lhes evitarem o incom- 
modo da viagem». 
O proprietário do castello de Oels, o ho 
mem que sem os erros de von Moltke e de 
von Kluck, em 1914, seria hoje, talvez, dono 
do mundo, não quer visitas de jornalistas 
e só aspira ao esquecimento e ao socego. 
Mas esse fidalgo tranquillo e modesto — 
virtudes que o Kronprinz não teve nunca 
— será realmente o primogénito de Hohen- 
zollem, o antigo principe imperial da Al 
lemanha, ou será o capitão Charington o 
seu sosia e seu amigo ? E se assim fossle, 
onde estará e o Ique preparará o Kronprinz ?... 
Isso parecer-vos-ha uma brincadeira, mas 
ha nas espheras officiaes européas, gente que 
o pensa muito a serio e que não está iso 
lada nesse modo de pensar... 
Antonio G. de Linhares 
Se haveis lido ou ouvido durante o dia 
alguma cousa elegante, douta, seria ou santa, 
guardae-a bem na memoria. Se haveis visto 
alguma boa acção, procurae imital-a, e se 
vistes alguma mã, tomae tento e evitae-a. 
Luiz Vives 
* * * 
Aquelle que quer ser virtuoso parece uht 
homem que almeja subir um monte escar 
pado; e o que se entrega ao vicio, ao que 
se despenha por encosta Íngreme. 
Philosophia Chineza 
* * * 
Menosprezemos os prazeres e vivamos em 
util actividade. 
Walt Whitman
	        
© 2007 - | IAI SPK
Waiting...

Note to user

Dear user,

In response to current developments in the web technology used by the Goobi viewer, the software no longer supports your browser.

Please use one of the following browsers to display this page correctly.

Thank you.