Full text: 3.1924=Nr. 9 (1924000309)

- 10 - 
PELO MUNDO 
Pode parecer ridiculo, mas é verdade. Eu 
andava á procura do «Homem Máo», esse 
heroe romántico que a gente conhece das 
novellas e vê no cinema. Queria, porém, o 
typo authentico: lanzudo e sem se separar 
nunca da faca e da garrucha. Em vinte e 
cinco annos de pasmaceira, só conhecera, em 
logar de «desesperados» do deserto, pessoas 
de hábitos socegados e inoffensivos, _ o que 
não me impedia, no entanto, de alimentar 
urna secreta preferencia pelos primeiros. Di- 
FT PROCURA 
f 
,,* r 
»i 
Scenas bizarras e typos 
que estava aberta, chamando o ajudante: 
«Harry, onde é que vaes buscar os nossos 
«bad men» ? 
— «Em Harlem», respondeu Harry la 
cónicamente. «E’ só mandar um rapaz 
—i com urna nota de dois doliars». 
— Não! Não 1 gritei petulantemnfe, 
I; isso não me serve I Quero um «bad 
man» legitimo, desses, que, assaltam 
diligencias e limpam uma aldeola a 
tiros; desses que você conhece muito 
bem e que são capazes de matar uffl 
homem por causa do almoço. Os lan- 
•• 1 zudos á moda de Bret Harte, 
-- f ■ .i. 
■V 
Hw 
u 
¥■■■■& 
* _»_ -■ - ^^¿âãmwmmrÊ mÊb* 
zia-me o coração que eu mesmo, _ se qui- 
zesse, podia ser muito bem um legitimo «ho 
mem máo». Não escapara meu bisavô de ser 
enforcado na ponta da verga de seu navio 
veleiro ? Estava morto por ver um desses 
sanguinarios sujeitos que considerava meus 
irmãos. 
Perguntei, afinal, a um amigo meu, que 
«produz» films, onde arranjava os «homens 
máos» dos seus dramas. 
— «Homens máos ?» repetiu elle vagamente. 
«Homens máos ?» E olhou para uma porta 
_ 
Naquelles bons ternpos> 
via homens, as questões de 
vidas da maneira 
e decí 
an, como diria você, genero Bill Hart 
Um clarão iiluminou-lhe a physionomia 
pantada. 
— Ah 1 Isso só indo ao Oeste. r 
— Mas em que logar ? insisti, sem q ue 
ser mystificado. , n . 
— No Sudoeste, lá para òs lados da . p 
teira, respondeu o rapaz com a amavd 
decisão das pessoas que nos querem od 
quiar. Não sei bem, parece que no -vriz 
Tombstone não é no Arizona ? E’ em Tomo 
ne mesmo. O nom'e é feroz!
	        
© 2007 - | IAI SPK
Waiting...

Note to user

Dear user,

In response to current developments in the web technology used by the Goobi viewer, the software no longer supports your browser.

Please use one of the following browsers to display this page correctly.

Thank you.