ANNO I Rio de Janeiro, 18 de Agosto de 1915 NUM. 12 .i ^3 REVISTA semanal ^ublica-se á» Quartas-feira» Rtdacçio, Administração e Officinas : 'Rua da assembléa n. 62 — ^íphone dl 36 C. Caixa do Correio, 97 , ASSIGNATURAS: 1,1,0 >8*000 - Semestre 10*000 c AVULSO: portal 400 rs. — Estados SOO rs. j^^J^SOaturas são no mínimo de 6 mezes, ^principiar em qualqm ier mez, mais sempre em fim de Junho ou Dezembro. GTTH/m/r DTH SUPPLBMENTO: Notas Selectas — A guerra de S U IVLJVLxLxvXU trincheiras no tempo de Cezar — Conselhos ■ Práticos — A Taça do Rei de Thule — A Magia Ideal. TEXTO : Cartas femininas - Magdala — As cartas de jogo — Transatlán ­ ticas — Sobre D. Pedro I — O automovel no Rio — O Mundo Pittoresco Florença—Bellezas naturaes do Brasil — Botafogo Foot Bali Club— A Insidia Invisivel — A vida de uma cegonha Marabú — Dr. João Ba- ptista de Lacerda — Correio para os Estados — Paginas da guerra — A Luiza do Selleiro — A caricatura extrangeira — O Diluvio — Os menus de Madame. CARTAS FEMININAS Florença Maria da Graça e Renata, nando, a vocês ambas, esta carta, tanto ella me lf) teressa neste momento e tanto me parece a vocês tombem ella interessará. Vocês já meditaram sobre o futuro que nos a Suarda? Estou a ver Renata a dar de hombros e Maria ^ a Graça a se fazer triste de repente, como quem r ecorda alguma infelicidade... Devo esta sensação que lhes mando, á guerra, a e ssa guerra terrível e ridicula a um tempo, que en ­ juguen ta a Europa toda, como lá dizem os jor- ,! alistas dos « paizes neutros». E si a ella me re- ftoo, escrevendo a vocês, é porque tenho notado o horror que votam ao assumpto, atravéz do silencio que a tal respeito teem mantido nas lindas cartas que me mandam. E a mim mesma eu pergunto porque será que Maria da Graça, que tanto amava a memoria de Alexandre, de Annibal e de Cezar, agora Se mos ­ tra indijferente ás façanhas de Von Hindenburg, Joffre, Cadorna, do Grão Duque Nicoláo, do Archiduque José e de Frendi — e porque será que Renata, que não cessava de emprestar virtudes di ­ vinas a Napoleão, tão enfastiada me apparece diante da famosa guerra de agora ? Porventura vo ­ cês ahi não terão noticias detalhadas ? Não creio. E continuo a não comprehender esse silencio. Não é verdade, Renata, que tu desejavas a volta do Feudalismo, com os seus castellos, os seus ca- valleiros, as suas pugnas e as suas damas ?... Estive a reler a historia legendaria de Carlos